Brindar e lutar

Na manhã em que o ministro Marco Aurélio, do STF (Supremo Tribunal Federal), negou habeas corpus ao governador preso do Distrito Federal, José Roberto Arruda, estudantes comemoraram estourando uma Sidra Cerezer.

Sem sombra de dúvidas, não foi fácil vestir o pijama listrado no carequinha, mas a turma que pensa “fora arruda e toda máfia” naõ desiste fácil e fez Arruda passar uma noite no xilindró.

E como um só não basta e uma noite é pouco. O movimento continuará a todo vapor. Além das festas de carnaval com blocos “fora arruda e toda máfia”, amanhã tem um encontro marcado em frente ao Brasília Shopping, a partir das 13h, para lembrar o aniversário do Paulo Octávio e pedir que ele visite seu colega na Policia Federal. Ah, não se esqueça que dia 25 de Fevereiro tem encontrão estudantil para dar sequência ao movimento.

Anúncios

Uma resposta to “Brindar e lutar”

  1. Pedro Ivo Says:

    Sou do Sindmetrô e estamos nesta lutar para tirar essa mafia e suga o GDF, fora canalhas… Poder para o povo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: