Posts Tagged ‘Fora Arruda e toda máfia’

Tarde de luta contra Paulo Octávio, Noroeste e a máfia imobiliária

fevereiro 22, 2010

A tarde foi cheia para os militantes do Movimento Fora Arruda e Toda Máfia. Por volta das 14h deste domingo (21/02), Algumas pessoas começaram a se reunir em frente à “Central de vendas” do Noroeste, na 208 sul, com a intenção de fazer um protesto contra o bairro genocida e antiecológico do empresário, fraudador e governador interino do DF, Paulo Octávio.

Os primeiros manifestantes a chegar foram ao mercadinho OBA, numa quadra próxima, onde buscaram verduras e legumes refugados que seriam atirados mais tarde contra o suntuoso Stand. “Estamos pegando os legumes para um trabalho acadêmico”, respondeu um dos militantes quando perguntado pelo gerente do estabelecimento sobre a finalidade dos refugos.

Assim, pouco antes das 15h, cerca de 40 pessoas começaram o protesto contra o Stand. É a segunda vez que este tipo de ação é realizada no local, e tem entre seus efeitos positivos o de afastar, nem que seja por uma tarde, os abonados compradores. “Eu não sou otário, o Paulo Octávio também rouba pra *aralho!” e “Noroeste, Faroeste!” foram algumas das palavras de ordem gritadas pelos manifestantes.

Leia aqui sobre a primeira manifestação em frente ao Stand.

Além dos refugos e ovos voando e das tradicionais palavras de ordem, a manifestação inovou mais uma vez. Alguns militantes trouxeram corante vermelho em pó, que foi misturado à água da luxuosa fonte do Stand de Vendas. Segundo a manifestante Tâmara, a água vermelha simbolizaria melhor o sangue indígena derramado e todo o sofrimento causado em nomes dos lucros de P.O. e seus asseclas no Setor Noroeste.

Quase ao final do ato, um incidente envolvendo o manifestante David quase impediu o grupo de realizar a ação seguinte que estava prevista, o protesto em frente à residência oficial do vice-governador do DF. Ao atirar vegetais contra o stand, o militante esbarrou e derrubou um vaso com um pequena palmeira, que adornava a entrada da loja.

Maldosamente, a polícia militar recaiu de pronto e truculentamente contra David, algemando-o e levando-o detido. Apesar de informar aos demais militantes que levaria David para a 2º Delegacia de Polícia, no fim da Asa Norte, a viatura se dirigiu com ele para a Delegacia de Repressão a Pequenas Infrações, no Fórum Leal Fagundes, próximo ao Park Shopping, em outra parte da cidade.

Chegando lá, descobriu-se que o delegado responsável estava em casa, dormindo. As empresas de P.O. também não enviaram representantes legítimos, de forma que David foi liberado depois de algumas horas.

Após uma breve pausa para deliberação, o grupo decidiu se dirigir então à residência oficial do vice-governador do DF, com a intenção de manter a programação do dia e protestar contra o governador interino do DF, Paulo Octávio.

Logo após chegarem ao local, os manifestantes observaram estupefatos a ação da Polícia Militar, que fechou a rua com cones, segundo eles, para evitar a chegada de novos manifestantes. Por volta das 17h30min o circo já estava armado: uma fileira de policiais fazia um cordão de isolamento em frente à residência oficial.

Inicialmente, os manifestantes desejavam atear fogo a um monte de faixas (aliás, colocadas de forma irregular pelos canteiros de Brasília) de anúncio de apartamentos no Setor Noroeste, em frente à residência oficial. Entretanto, um dos policiais grosseiramente tomou a garrafa de álcool que seria usada na operação, de forma que as faixas não puderam ser queimadas.

Os manifestantes então acharam por bem rasgar as faixas, com cujos destroços escreveram no chão a frase “Fora P.O!”. Antes das 18h estava tudo acabado em frente à casa de P.O, e os militantes tiveram ocasião de apreciar a final da taça Guanabara, na qual o Botafogo sagrou-se bi-campeão sobre o Vasco da Gama.

por André Shalders

Anúncios

Nota do movimento Fora Arruda e Toda Máfia sobre a ocupação do STF

fevereiro 12, 2010

Na quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010, ocorreu um fato marcante: pela primeira vez na historia do Distrito Federal um governador foi preso.

O governador Jose Roberto Arruda, comandante de um enorme escancarado sistema de corrupção e de distribuição de propina, finalmente foi preso preventivamente após uma decisão do Superior Tribunal de Justiça.

Esta decisão ocorreu após a movimentação de Arruda e de seus aliados para tentar emperrar as investigações, chegando ao ponto de tentar subornar uma das testemunhas para que contasse uma versão favorável ao governador durante seu depoimento à Policia Federal. Para infelicidade do governador essa sua movimentação foi acompanhada de perto pela PF, que inclusive filmou a tentativa de suborno.

Foi necessário um longo período de mobilização popular contra essa máfia desde o estouro do escândalo, que ocorreu no final de novembro de 2009. Após muitas manifestações, mobilização popular e pressão social, finalmente a justiça começa a ser feita.

Após esta noticia tão aguardada pelo povo do Brasil e do Distrito Federal, foi convocada uma manifestação na frente do Supremo Tribunal Federal, onde Arruda tenta conseguir um habeas corpus para sair da prisão.

Durante a tarde e a noite de quinta-feira a manifestação seguiu e segue pressionando para que o habeas corpus seja negado. No final da noite recebemos a noticia de que o ministro Marco Aurélio de Melo somente tomará a decisão na sexta-feira.

Acreditando que em um momento como esse precisamos estar atentos e atuantes para que o STF ouça a voz das ruas e tome a decisão correta, decidimos realizar uma vigília acampando na marquise do STF, na entrada do prédio.

Nesta mesma quinta-feira o Procurador-Geral da Republica Roberto Gurgel pediu ao STF uma intervenção federal no Distrito Federal, para que o Governo Federal indique um governo provisório, tendo em vista a extensão do esquema de corrupção instalado no DF e que toda a linha sucessória esta contaminada por este esquema, alem do governador, o vice Paulo Octávio, o presidente da Câmara Legislativa e ate mesmo o Tribunal de Justiça e o Ministério Público do DF estão sob suspeição.

Convocamos toda a população para que compareça ao Supremo Tribunal Federal na manhã de sexta, pressionando o STF para que negue o pedido de habeas corpus de Jose Roberto Arruda, garantindo assim que ele não continue livre interferindo nas investigações usando o poder econômico do diário oficial e dinheiro de corrupção.

Não podemos nos deixar levar pela idéia de que apenas as grandes instituições são capazes de realizar as mudanças necessárias no atual cenário político brasileiro. Somente a força popular canalizada para a resolução dos desafios apresentados à população brasileira, poderá mudar a realidade habitual da impunidade. Mais importante e mais efetivo do que uma intervenção federal é uma intervenção popular.

Apenas a pressão popular pode garantir que neste ano, em que Brasília completa 50 anos, tomemos o nosso destino em nossas mãos para construir uma nova cidade, sem corrupção, efetivamente democrática e com cada vez mais participação popular.

Brasilia outros 50!

Fora Arruda, Paulo Otávio, Deputados, Roriz e Noroeste – PDOT.

Calendário de Luta

fevereiro 6, 2010

Quarta-feira (3/2)

16:00h Denuncia coletiva na segunda Delegacia de Polícia ( no quarteirão da Câmara Distrital ) Vários integrantes do Movimento Fora Arruda e Toda Máfia estão sendo ameaçados de morte.

Quinta-Feira (dia 4/2)

Dia de oficinas do Bloco de Carnaval FORA ARRUDA E TODA MÁFIA no DCE — UnB

Sexta-feira (dia 5/2)

Dia de oficinas do Bloco de Carnaval FORA ARRUDA E TODA MÁFIA no DCE — UnB

Sábado (dia 6/2)

9h – Panfletagem nas feiras

14h – Reunião Geral do Movimento Fora Arruda e Toda Máfia (concentração na Praça Zumbi dos Palmares – Em frente ao Conic)

17h – Ensaio do Pacotão na 303/304 norte

20hs – festa Fora Arruda e Toda Máfia

Local: 712 norte, Bloco B Loja 36

(levar bebida ou 1 kg de carne)

Domingo (dia 7/2)

9hPré-lançamento do Bloco de Carnaval Fora Arruda e Toda Máfia. Leve sua alegria e vá fantasiad@! (concentração no Eixão Sul, na altura da 102 sul)

14h – Concentração na Praça Zumbi dos Palmares para visitação aos deputados corruptos!

Divulgue! Venha pra luta!

Imprimir, recortar e ação

janeiro 7, 2010

Já é de conhecimento que dia 11 de Janeiro de 2010, às 10h, olhos revoltados estarão direcionados, na Câmara Legislativa do Distrito Federal, para uns carinhas que se dizem deputados.

Mas espera aí! Com certeza muita gente está indignada com a política atual, mas não sabe como agir para que as coisas mudem. O que fazer?

Simples. Está feito um panfleto para que, ao menos, esses cidadãos entristecidos tomem conhecimento das ações já organizadas. Por isso, para outros olhos revoltados participarem do ato, basta que cada leitor deste blog imprima esses panfletos e os espalhem por aí.

Há duas opções para baixar os panfletos: Clique aqui (pasta zipada) ou utilize as imagens a seguir.

Imagens:
Os panfletos estão em formato A4. A imagem um possui 8 recortes, já a imagem dois possui 4. É possivel imprimir com cores ou em preto e branco, ambas as formas ficam boas.

Imagem 1

Imagem 2