Posts Tagged ‘STF’

Paulo Octávio renuncia ao GDF

fevereiro 23, 2010

Paulo Octávio decidiu hoje (23) desfiliar-se do DEM(o) e renunciar ao cargo de governador do Distrito Federal. A carta de renúncia será lida esta tarde na Câmara Legislativa do DF. Estamos indo pra lá! Agora a pressão é pela saída de Wilson Lima, o presidente da casa que assume o GDF com a saída de PO.

Vaza também, Wilsão!

Vaza, Wilsão!

Também temos que continuar a mobilização junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que não seja concedido um habeas corpus ao ladrão do Arruda! Por isso, nesta 5a (25) temos um ato às 10h em frente ao STF. Às 14h vamos para a Plenária de Estudantes no Conic, para ampliar a mobilização do Fora Arruda e toda a máfia!

Entra um, sai outro… mas são apenas pequenas vitórias! A nossa luta é por uma reforma política profunda, que tire toda essa máfia do Distrito Federal!

Nota do movimento Fora Arruda e Toda Máfia sobre a ocupação do STF

fevereiro 12, 2010

Na quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010, ocorreu um fato marcante: pela primeira vez na historia do Distrito Federal um governador foi preso.

O governador Jose Roberto Arruda, comandante de um enorme escancarado sistema de corrupção e de distribuição de propina, finalmente foi preso preventivamente após uma decisão do Superior Tribunal de Justiça.

Esta decisão ocorreu após a movimentação de Arruda e de seus aliados para tentar emperrar as investigações, chegando ao ponto de tentar subornar uma das testemunhas para que contasse uma versão favorável ao governador durante seu depoimento à Policia Federal. Para infelicidade do governador essa sua movimentação foi acompanhada de perto pela PF, que inclusive filmou a tentativa de suborno.

Foi necessário um longo período de mobilização popular contra essa máfia desde o estouro do escândalo, que ocorreu no final de novembro de 2009. Após muitas manifestações, mobilização popular e pressão social, finalmente a justiça começa a ser feita.

Após esta noticia tão aguardada pelo povo do Brasil e do Distrito Federal, foi convocada uma manifestação na frente do Supremo Tribunal Federal, onde Arruda tenta conseguir um habeas corpus para sair da prisão.

Durante a tarde e a noite de quinta-feira a manifestação seguiu e segue pressionando para que o habeas corpus seja negado. No final da noite recebemos a noticia de que o ministro Marco Aurélio de Melo somente tomará a decisão na sexta-feira.

Acreditando que em um momento como esse precisamos estar atentos e atuantes para que o STF ouça a voz das ruas e tome a decisão correta, decidimos realizar uma vigília acampando na marquise do STF, na entrada do prédio.

Nesta mesma quinta-feira o Procurador-Geral da Republica Roberto Gurgel pediu ao STF uma intervenção federal no Distrito Federal, para que o Governo Federal indique um governo provisório, tendo em vista a extensão do esquema de corrupção instalado no DF e que toda a linha sucessória esta contaminada por este esquema, alem do governador, o vice Paulo Octávio, o presidente da Câmara Legislativa e ate mesmo o Tribunal de Justiça e o Ministério Público do DF estão sob suspeição.

Convocamos toda a população para que compareça ao Supremo Tribunal Federal na manhã de sexta, pressionando o STF para que negue o pedido de habeas corpus de Jose Roberto Arruda, garantindo assim que ele não continue livre interferindo nas investigações usando o poder econômico do diário oficial e dinheiro de corrupção.

Não podemos nos deixar levar pela idéia de que apenas as grandes instituições são capazes de realizar as mudanças necessárias no atual cenário político brasileiro. Somente a força popular canalizada para a resolução dos desafios apresentados à população brasileira, poderá mudar a realidade habitual da impunidade. Mais importante e mais efetivo do que uma intervenção federal é uma intervenção popular.

Apenas a pressão popular pode garantir que neste ano, em que Brasília completa 50 anos, tomemos o nosso destino em nossas mãos para construir uma nova cidade, sem corrupção, efetivamente democrática e com cada vez mais participação popular.

Brasilia outros 50!

Fora Arruda, Paulo Otávio, Deputados, Roriz e Noroeste – PDOT.